SUPER BANNER PORTAL POTY
Delegada Feminicídio

"Ele jogou o carro em cima das duas" diz delegada que investiga feminicídio

o empresário Pablo Henrique atropelou propositalmente a namorada Anuxa Alencar

30/09/2019 18h23
Por: Redação
Fonte: Cidade verde

Para a delegada Luana Alves, titular do Núcleo de Feminicídio do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), o empresário Pablo Henrique atropelou propositalmente a namorada Anuxa Alencar e a amiga dela, Vanessa Carvalho, que morreu no local.

"Ele não queria atingir só a Anuxa, pela conduta ele foi para atingir as duas moças. Analisando com cautela a gente vê dois crimes, foi o feminicídio e a tentativa de feminicídio com dolo direto para os dois", afirmou Luana Alves em entrevista à TV Cidade Verde nesta segunda-feira (30).

De acordo com a delegada,a Polícia Civil já tem imagens de câmeras de segurança que registraram a movimentação.

"Nas informações que nós temos, ele saiu com o carro, foi em direção às vítimas e um dos depoimentos diz o seguinte: ele estava no meio da pista e foi em direção à calçada", relata.

As imagens mostram o carro de Pablo em alta velocidade. "A velocidade do Pablo era muito superior a dos outros veículos que estavam passando", conta a delegada.

Convidados do casamento prestaram depoimento na Central de Flagrantes e teriam relatado uma conduta agressiva por parte de Pablo. "Foi um ato de extrema violência. Quem viu e prestou depoimento na Central e Flagrantes confirma que foi um ato de violência e não foi um ato e violência só contra a companheira, havia duas pessoas e provavelmente ele jogou o carro em direção a essas duas moças", reafirmou Luana.

A delegada titular do Núcleo de Feminicídio ainda elogiou a tipificação dada pelo delegado de plantão Bruno Mayer, que efetuou o flagrante.

"O delegado Bruno teve uma atitude extremamente inteligente, ele tipificou a conduta do Pablo em relação às duas vítimas como feminicídio e tentativa de feminicídio. No depoimento ele decidiu ficar calado, o fato dele ficar calado não atrapalha as investigações".

Depoimento de Anuxa

O inquérito sobre o caso tem 10 dias para ser concluído. A delegada de feminicídio adianta que até lá, Anuxa será ouvida. A vítima sobrevivente terá um tempo para se reestruturar psicologicamente para poder contribuir com a polícia na investigação do crime que a lesionou e tirou a vida de uma de suas melhores amigas.

Feminicídio

Segundo Luana Alves, a morte de Vanessa se enquadra em um feminicídio mesmo não havendo uma relação afetiva entre os dois.

"Se for mostrado que naquele momento a vida da Vanessa não tivesse nenhum valor para ele isso é um menosprezo e vai ser qualificado como feminicídio", explica.

Segundo a Secretaria Estadual de Segurança Pública, em 2018 foram registrados 25 casos de feminicídio no Piauí e 12 casos em 2019.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários