SUPER BANNER PORTAL POTY
Cadeia Piaui

Altos: com investimentos de R$ 21 mi, Piauí inaugura Cadeia Pública

A unidade terá 603 vagas e módulos voltados à saúde, educação, trabalho, parlatório para advogados e outros espaços.

25/09/2019 12h33
Por: Redação
Fonte: Jornal O DIA

O governo do Estado, através da Secretaria de Justiça (Sejus) entrega, nesta segunda-feira (23), às 7h30, o maior presídio do Piauí: a Cadeia Pública de Altos. A unidade terá 603 vagas e módulos voltados à saúde, educação, trabalho, parlatório para advogados, dentre outros espaços necessários ao funcionamento adequado do presídio

Segundo o secretário da Justiça, Carlos Edilson, a inauguração deve contribuir com a melhoria do sistema prisional piauiense. Ele informa que a unidade possui um setor de saúde onde o detento será avaliado por enfermeiros, psicólogos e dentistas. “Possui um ambiente de isolamento para os detentos mais perigosos, um espaço exclusivo para dependentes químicos, assistência social e jurídica. Cada pavilhão possui duas salas de ensino, com biblioteca e sala de informática”, destaca o gestor.

A unidade foi pensada nos moldes do Departamento Penitenciário Nacional. Segundo o governo, o presídio vai oferecer mais possibilidades de ressocialização e um trabalho seguro e digno para os agentes. 

A inauguração da Cadeia Pública de Altos será realizada pelo governador Wellington Dias; o secretário da Justiça, Carlos Edilson; e contará com a presença do diretor-geral do Departamento Penitenciário Nacional, Fabiano Bordignon, dentre outras autoridades.

Modernização do sistema prisional

A Cadeia Pública de Altos possui três pavilhões com 26 celas cada. Em cada cela há capacidade para oito detentos, com camas beliche, chuveiro, pia e sanitário. A unidade é equipada com scanner corporal, pórticos, raios x e sistema de monitoramento. Possui setores de saúde, assistência social, tratamento de dependentes químicos, visita íntima e quatro salas de ensino, com biblioteca e informática.

O investimento total foi de R$ 21,4 milhões e contou com recursos do Governo do Estado e do Ministério da Justiça.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários